terça-feira, 13 de outubro de 2009

Ofensas aos fiéis que recebem a comunhão na boca


Vigário Judicial da Diocese de Santos faz graves ofensas aos fiéis que recebem a comunhão na boca no jornal presença diocesana mês de setembro


Acusar de “fundamentalista”

Depois ele diz:

“Cá entre nós:- tem alguma coisa mais suja do que a língua? Sabem quantas bactérias ela contém e produz? – Pergunte ao seu médico ou seu dentista”


“Tem gente que comunga na boca e, ao sair da Igreja sai falando mal de tudo e de todo”

Agora exalta quem recebe a comunhão na mão:

“E tem mais: receber a comunhão nas mãos significa santificar nossas mãos para que elas estejam sempre prontas para o serviço, para as boas obras, para o bem comum. Mãos que vão ao encontro do outro, abençoadas por Jesus. Tem algo mais bonito do que isso?”

Volta a criticar a comunhão na boca:

“Tem algo mais feio do que línguas que espalham o mal-estar, a discórdia e a desunião entre as pessoas? Línguas que espalham a distinção entre as pessoas?
Tenho a certeza de que Jesus não gosta de ser colocado, na Hóstia sagrada, nesta língua”


Os modernistas acolherão com alegria está proibição de receber a comunhão na boca, pois é isso que eles há muito tempo pleiteia, não apenas uma restrição, mas uma proibição explicita , usando como desculpa esfarrapada a gripe (influenza H1N1).

O Pe. Caetano argumenta: “Se estou gripado e dou um espirro perto dos outros posso transmitir o vírus para os que me rodeiam”.


Aonde se encaixa o não receber a comunhão na boca com este argumento?

Se for para proibir algo, não poderíamos nem se quer assistir a Santa Missa, pois se algum fiel tivesse contaminado desse um espirro, as pessoas poderiam se contaminar com o vírus. E além de existir outros inúmeros fatores que poderia servir como condutor do vírus, como o dinheiro, bancos, e os próprios dedos dos “ministros”, que ao distribuir a comunhão poderia tocar nas mãos de um fiel contaminado e espalhar o vírus durante a Missa.

Observação

Não é só a boca, que contém bactérias Pe. Caetano, e sim o corpo inteiro, nem precisa procurar um médico ou dentista, qualquer livro de biologia e medicina explica isso.


“Nosso corpo é feito de 10 trilhões de células e 100 trilhões de bactérias”


“Elas são, em suma, uma grande parte de nós. Do ponto de vista das bactérias, claro que somos uma parte bem pequena delas” (definiu o escritor de ciência Bill Bryson em seu livro Uma Breve História de Quase Tudo).




9 comentários:

Anônimo disse...

Não entendo os comentários em relação às bactérias presentes na língua. Se a comunhão for recebida na mão como defende este padre, após passar pela mão, o fiel coloca o Corpo de Cristo aonde? NA BOCA.

Anônimo disse...

Este Padre não considera que as pessoas ao irem à igreja, pegam no volante do carro, nos suportes dos ônibus, no dinheiro da coleta, nos folhetos da missa (onde todos colocam as mãos). Ou seja, as pessoas colocam as mãos em lugares onde todos as colocam, e ainda quer usar argumento sobre bactérias? não faz o minimo sentido.

Anônimo disse...

A impureza chega à boca través das mãos!
Esse Padre perdeu uma grande oportunidade de ficar de boca fechada, senão vejamos:
.
"Por reverência a este sacramento [a Santa Eucaristia], nada o toca a não ser o que é consagrado; por isso o corporal e o cálice são consagrados, e, da mesma forma, as mãos dos sacerdotes para tocar este sacramento". (Suma Teológica, Pars III, Q. 82, Art. 3, ad 8)

E o Concílio De Trento (1545-1565) diz: "O fato de só os padres darem a Santa Comunhão com suas mãos consagradas é uma Tradição Apostólica."

E o Papa João Paulo II (1978-2005) disse: "Tocar as espécies sagradas e distribuí-las com suas próprias mãos é um privilégio dos ordenados [sacerdotes]". Dominicae Cenae, sec. 11)

Anônimo disse...

O que realmente importa? Lembrar de Cristo! Jesus não colocou nenhuma regra, não inventou a hóstia. Ele partiu o pão e comeu com seus discípulos(Fazei isto em memória de mim! ESSE É O MOTIVO)
Essa discussão é o mesmo que coar o mosquito e engolir o camelo.
Deus não se importa nem um pouco com isso! Ao invés de escrever sobre raciocínios falácios e tradições de velhos caducos, escrevam sobre o amor de Deus. Jesus jamais aprovaria esse blog...

minhas partilhas disse...

"Muito triste o que esse padre falou..
temos que rezar por ele

Anônimo disse...

Se as pessoas não pudessem receber a Sagrada Comunhão na língua: Jamais ninguém poderia comungar pois todos acabam afinal recebendo -A na boca. Conclusão o que este sacerdote diz não tem sentido.

ALEX disse...

SALVE MARIA!
SEO PADRE CAETANO FOR PADRE EU SOU O EDIR MACEDO!
NÃO PERCAM TEMPO COM ELES FILHOS DO CONC VATC II,EU NÃO ENGULO MAIS NADA DELES
ALEX/SANTOS

Anônimo disse...

Realmente é muito triste isso! É muito mais bonito quando o cristão recebe o salvador diretamente na boca, pois existem aqueles que recebem na mão e esquece que o Senhor está presente naquelas particulas que ainda ficam. E mal dão atenção para isso.

Brasiliadf disse...

É uma vergonha a Igreja Catolica Apostolica Romana nos dias de hoje, como catolico me sinto envergonhado, mas culpo muitas vezes nós fieis e a propria igreja neste caso o Vaticano que insiste em não unir esses bispos hereges... O modernismo se vendeu ao dinheiro, a posição social... Rezemos por esse bispos e por outros bispos hereges que estão acabando com aigreja catolica...